Encarar.

Sentindo o agora se estabilizar, transbordo toda energia pra tudo se dissipar, movimentando o ar e a ação de poder me transformar. É momento de calar e escutar, perceber o que se passa no meu circundar e entender que tudo é uma questão de ser e não de estar. Aceitar e transmitir o ato de transmutar, se renovar e praticar o sentimento de se amar e se aceitar.  É hora de acreditar e realizar, incluir na rotina o fato desejado. Registar, gravar, rabiscar e espalhar, de modo que meus olhos possam confrontar o pressuposto improvável. Encaro e retraio a cara para o retrato estampando de tamanha importância que se intitula, Eu. Quanta ênfase a mim. Seja e faça pelo fato, e não pelo ato de querer se enobrecer, enriqueça seu coração de pura energia em expansão e sinta a vibração do seu Eu em ascensão, vivencie o ato de vivenciar a experiência e se experiencie-se disso. É momento de contemplação, vislumbre a praticidade que foi encontrar na simplicidade a facilidade de receber os pedidos dissipados  ao universo, palavras ao vento ganham força quando ditas com vontade, tenha veracidade e humildade, grandes ditos ressoam na eternidade, vozes eufóricas gritando por liberdade. Encare tamanha complexidade e se depare com o seu Eu implorando por saciedade. Alimente sua vontade, sua capacidade, sua singularidade e viva sob a certeza da sua existência nesse instante de vida.

Caroline Gonçalves.

Pessoal.

Estar consigo exige muita coragem, estar por si requer muita bravura. Amar-se é para todos, mas são poucos que se bem-querem.
Apreciar-se é entender que você é um ser único e exclusivo e cada palavra ao vento é uma mandinga para bons pensamentos, bons momentos, alguns instantes sobre o tempo, tempo que insiste em correr contra o ponteiro só para poder ganhar mais tempo. Tempo incerto e impetuoso, disforme e incabível, que nos prende ao anuário e ao relógio, ciosos para que o tempo traga o momento específico, momento ideal, cabal e pessoal.

Viver coberto de certezas lhe faltará respostas e tampouco lhe sobrará perguntas.
Questionar-se, demanda de uma grande confusão mental, confusão irracional, sentimento literal e desproporcional. Duvidar sem criticar, dançar sem tropeçar, sorrir sem registrar, seja leve e livre, voe para onde o vento te soprar e quando chegar lá, agradeça pelo árduo caminho que tivesse que encarar. Entenda que “só não era feliz quem não sabia”, então saiba que só depende de você para tamanha sapiência e compreensão, seja calmo e aprecie a sua evolução.

Viaje por novos lugares, conheça novas cores e sabores, encare o hoje como um presente e agradeça pelo sol que volta a cada novo amanhecer. Descubra, desbrave, se aventure, encare, supere, acredite e seja. Seja mais leve, mais bondoso, seja mais confiante e afetuoso, seja mais sincero e honesto, seja mais otimista e siga perseverante, afinal, no final é tudo por você e pra você, então seja tudo o que puder e quiser, seja tudo aquilo que sonhou ser, seja simplesmente você.

Caroline Gonçalves.

Verde.

Quando a cor verde vibra na gente vivenciamos uma sensação eloquente de sentimentos adjacentes estimulando nosso subconsciente com propriedades diferentes, agradável e estável, a cor verde tem um alto domínio equilibrado nos dando estabilidade e conforto a cor verde nos trás um sentimento harmonioso.
Resolvendo pintar as paredes da alma de verde chá, peço calma e liberdade, juventude e tranquilidade. Pintando as paredes da alma de verde escuro descubro oscilação sobre minha frequência vibracional, encontro meu equilíbrio corporal e emocional. Escolhendo um tom mais claro, acabo pintando de verde Lima que me instiga e me intriga com a energia pré estabelecida com a fauna e com a flora, energia que aflora, que floresce de dentro pra fora e nos transforma em pura sublimidade, energia de verdade. Sentindo o cheiro verde  na manhã nascente permito me inundar com pura quietude, absorvendo toda calmaria e serenidade e transbordando toda agitação e intranquilidade, cheiro verde de prosperidade.
Relacionando a cor verde com o nojo e a inveja, cobiça que que se expressa sem intenção de propriedade, não é uma inveja de verdade. Uma tonalidade de tamanha amplitude constituída de simples pigmentos, composta por ciano e amarelo  contorno todo meu oceano de verde mar e me atiro sem medo de me afogar, pois a cor verde representa proteção e no meu coração não há insuspeição quanto a minha intuição em acreditar que a cor verde é de pura liberdade, a cor verde, é energia de verdade!Caroline Gonçalves.